Em tempos de emergência A ophenta atendeu cerca de 16 casos de violência sexual em menores

Em tempos de emergência A ophenta atendeu cerca de 16 casos de violência sexual em menores

Por Júlio Assane

Cerca de 16 casos deram entrada na Acção Moçambicana de Mulheres e apoio a raparigas (OPHENTA) no período que o país estava em estado de emergência.

Estes números crescentes de violência sexual em menores de 16 anos de idade na província de Nampula, têm vindo a preocupar aquela organização e ao governo, pelo facto de só, no ano passado terem sido registados 177 casos de violência sexual na província de Nampula.

Marlene Julane assistente de programas na OPHENTA explicou que fazendo junção dos 17 casos que foram registados em tempos de quarenta, soma um total de 35 casos que foram atendidos nos primeiros 8 meses do ano corrente.

“Em cada semana a OPHENTA atende cerca de dois casos de violência sexual que envolve menores de 16 anos de idade” avançou Marlene Julane segundo a qual para reduzir os casos de violência nas comunidades desta cidade aquela organização está a realizar actividades de sensibilização junto dos líderes comunitários.

Segundo um relatório do Centro de Atendimento a família vítima de Violência a nível nacional, mostra que no ano passado foram reportados um total de 28.101 casos de violência baseada no género, dos quais 1488 são relacionados com a violência sexual envolvendo mulheres e raparigas.

Destes números, a província de Nampula teve o registo de 197 casos de violência sexual contra mulheres e raparigas.

Marlene Julane encorajou aos líderes comunitários para que continuem a colaborar junto das autoridades competentes em casos de ser registado algum caso de violência baseada no género.

“A violência não tem perdão” disse Julane assistente de programas da OPHENTA na província de Nampula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

shares