O AMOR É DOM DE DEUS

O AMOR É DOM DE DEUS

Quando o amor é profundo e incondicional, a dor e sofrimento são feridas cujo remédio é o próprio Amor.

O AMOR ágape é sempre a ferramenta a ser visitada quando perdemos o significado de amar ao outro.

O AMOR torna-se evidente quando numa convivência existe brigas, visões e ideias diferentes. Pois cada um irá recorrer o próprio Amor e nunca irá superar nenhum equívoco porque só o AMOR, Caritas, elimina qualquer dicotomia.

O AMOR é sempre incompreendido ou as pessoas não querem entender para continuarem no erro.

O AMOR é uma arte e nem todos querem ser artistas ou nunca serão artistas ao insitirem amar usando critérios pessoais.

O AMOR é objectivo, ou seja, não fica preso no “Eu”, mas no “Nós”.

Acima tentei descrever o que deveria ser Amor segundo os ensinamentos da avó Helena que hoje já está na eternidade.

Avó Helena, na minha convivência contigo, avó Helena, hoje, dia 01 de Março de 2021, tive a honra de realizar as suas cerimónias fúnebres, tu me ensinaste a amar embora ainda continuo na escola do AMOR.

Quem irá, avó Helena, ensinar-me a olhar os outros com respeito e compreensão?

Avó Helena partiste cedo porque, além de mim, há netos que ainda não sabem viver neste mundo cheio de paradoxos: amor e ódio, união e desunião etc?

Avó Helena ensinaste- me que o mundo pode ser lugar para se decepcionar ao pensarmos que os outros são errados ou esperar que os outros são os que devem nos amar.

Avó Helena ensinar-me que no AMOR o mais importante é amar o outro que ser amado pois só amando que aproximamos o coração do outro.

Avó Helena, hoje no seu funeral, concretizei que colheste o fruto do teu AMOR a muita gente.

De várias aldeias e povoações vieram homens e mulheres para vivenciarem o repouso eterno daquela que foi a testemunha do Amor nesta terra que também viu a nascer e crescer uma grande mulher, a mulher do sorriso sincero.

Avó Helena, hoje aprendi que nenhuma avó é analfabeta pois tu foste a professora do Amor simples mas profundo de 50 netos, 70 bisnetos e um trineto (bisneto da tua filha).

Avó Helena, tu não morreste porque seus ensinamentos estarão sempre comigo, seu neto muito presente na tua vida.

Avó Helena, junte-se aos outros grandes professores do AMOR que hoje também não estão conosco.

O AMOR é de facto dom de Deus e não amar ou abandonar de amar é cometer um suicídio.

Descanse em paz, avó do AMOR.

Servo inútil, Pe. Fonseca Kwiriwi, CP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

shares