Clero Diocesano de Gurue dispõe-se a colaborar com Dom Inácio Lucas

Clero Diocesano de Gurue dispõe-se a colaborar com Dom Inácio Lucas

Por Kant de Voronha

Decorreu no último domingo (21.3), em Gurue a ordenação e empossamento do novo Bispo titular. Trata-se de Inácio Lucas Mwita do Clero Diocesano de Nacala, que até a data da sua nomeação a 2 de Fevereiro último desempenhava o cargo de Vigário geral de Nacala e Reitor do Santuário Diocesano Maria Mãe de África em Alua.

A Missa presidida por Dom Germano Grachane foi participada com cerca de 10 Bispos e Arcebispos da Conferência Episcopal de Moçambique, sacerdotes, autoridades civis e religiosas.

Na sua homilia, o Bispo ordenante, Dom Germano Grachane destacou que Dom Inácio é chamado a ser grau de trigo que vai morrer para dar frutos de apostolado. Pois, “Episcopado significa trabalho e não honra”. Assim, é preciso proclamar a Palavra de Deus a tempo e fora do tempo, na oração e no sacrifício.

Dom Inácio foi desafiado a amar o clero e todos os marginalizados da sociedade, dispondo-se a ouvir a todos com generosidade e conduzir os que andam fora do redil. Ademais, pelo vínculo com todo o episcopado, Dom Inácio foi recomendado a despender sua energia para a comunhão e harmonia no seio do colégio dos Bispos do mundo inteiro e os de Moçambique em particular.

O Clero Diocesano de Gurue, em sua mensagem de ocasião, manifestou total reconhecimento e gratidão a Deus Pai, por tudo o que foi vivido no decurso da celebração pelo singular amor à Igreja que está no Guruè  e seus fiéis.

“O nosso agradecimento dirige-se ao Santo Padre, Papa Francisco, que olhando para as necessidades desta família diocesana, providenciou-nos um novo Bispo. Agradecemos igualmente, a Nunciatura apostólica em Moçambique, na pessoa de S Excia. Revma, Arcebispo D. Pergiorgio Bertoldi, que no seu multiforme empenho tudo fez para que hoje a Diocese do Guruè tivesse um Bispo titular”.

Ao novo Bispo, “queremos manifestar a Dom Inácio, desde já, o nosso acolhimento e a nossa inteira disponibilidade em colaborar convosco, fiéis àquilo que o Espírito nos sugere para o crescimento da porção do Povo de Deus que está no Gurúè” lê-se em mensagem do Clero.

Criada a 6 de Dezembro de 1993, pela Bula Enixam suscipientes, do Papa São João Paulo II, antes de Dom Inácio Lucas Mwita, a Diocese de Guruè, teve como Bispos, Dom Manuel Chuanguira Machado (1994-2009) e Dom Francisco Lerma Martínez (2010-2019), os quais se entregaram de alma e coração ao serviço de Deus, no meio do povo, selando a sua missão pastoral com a oblação das suas vidas.

A Diocese de Gurue é formada por 4 Regiões Pastorais, 27 Paróquias, com 33 sacerdotes e 3 diáconos diocesanos, 18 sacerdotes religiosos, 2 Irmãos Religiosos, 49 Religiosas, 8 Leigas de Institutos seculares e 2.200 comunidades cristãs de base.

Refira-se que Dom Inácio Lucas manteve o seu lema de ordenação sacerdotal em 21 de Junho de 1998 e o mesmo servirá para guiar o seu apostolado: “Não tenho ouro nem prata, mas dou-te o que tenho: Em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e anda!” (Act 3,6).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *