“Nem Covid-19 nem os que matam em Cabo Delgado têm a última palavra”

“Nem Covid-19 nem os que matam em Cabo Delgado têm a última palavra”

Por Kant de Voronha

O Arcebispo de Nampula, Dom Inácio Saure, considera que a Fé e a Esperança em Deus devem ser os pilares que sustentam os jovens em tempos de incerteza. Pois “Nem Covid-19 nem os que matam em Cabo Delgado têm a última palavra”.

O prelado falava na manhã do último sábado em mensagem, áudio, enviada a partir da Itália, por ocasião da formação promovida pela Comissão Arquidiocesana da Juventude (CAJUNA). Dom Inácio encoraja os jovens a não se deixar abalar pelas adversidades da guerra e as incertezas da Covid-19.

“Nós temos não só uma esperança, mas também temos uma certeza: Deus! Jovens, Deus está convosco, Deus está connosco. Por isso, nem Covid-19 nem os que matam em Cabo Delgado têm a última palavra. A última palavra pertence a Deus”

Dom Inácio referiu ainda que o Dicastério para os leigos, a família e a vida, da Santa Sé anunciou a mudança da celebração da Jornada Mundial da Juventude, nas Arquidioceses e Dioceses, do Domingo de Ramos para o Domingo de Cristo Rei do Universo. É seu desejo que a primeira data a celebrar-se em Novembro próximo seja um verdadeiro momento de festa juvenil e reencontro de quantos almejam construir o Reino de Deus.

“Que Cristo seja, na verdade, o vosso Rei, o Rei da juventude e sereis verdadeiramente felizes. Desde já marco um grande encontro convosco para celebrarmos o dia mundial da juventude na solenidade de Cristo Rei do Universo nos dias 20 e 21 de Novembro que vem. Quero que a primeira Jornada Mundial da Juventude seja verdadeiramente uma experiência de encontro, de amizade e de fraternidade universal”, exortou Dom Inácio.

De salientar que a formação da CAJUNA teve como tema “ESPERANÇA E FÉ DOS JOVENS EM TEMPO DE INCERTEZA. Jovens lancem as vossas redes para outra margem (Mc,5.35-41)”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

shares