Ciclone Gombe mata pessoas e destrói impiamente várias infra-estruturas em Nampula

Ciclone Gombe mata pessoas e destrói impiamente várias infra-estruturas em Nampula

O ciclone tropical Gombe que fustigou a província de Nampula, matou 15 pessoas e devastou parcialmente várias infra-estruturas dentre públicas e privadas e deixou milhares de famílias sem teto.

Para o efeito, a presidente do Instituto Nacional de Gestão de Desastres, dirigiu-se ao distrito de Monapo, dos mais afectados pela depressão tropical, para ver in loco a real situação e o cenário encontrado foi deveras preocupante, casas de construção precária completamente destruídas deixando milhares de famílias sem teto, e infra-estruturas públicas e privadas não ficaram de fora, deixando o distrito sem corrente eléctrica, e sem comunicação via telefone.

Face a esta situação, algumas famílias tiveram que se deslocar aos locais identificados pelas autoridades governamentais, mas que depois a sua chega o ciclone removeu o teto da escola.

“A chuva destrui nossas residências por completo, e não conseguimos tirar nada de dentro e depois que nos refugiamos a esta escola, o teto foi levado pela fúria do vento, deixando-nos ainda preocupados” avançaram os reassentados no centro de Monapo.

Dados preliminares, indicam que 15 pessoas morreram a nível da província por consequência das chuvas e ventos fortes que se fazem sentir em todos os distritos de Nampula.

Luísa Meque, presidente do Instituto Nacional de Gestão de Desastres, avançou que neste momento decorrem trabalhos de levantamento das famílias afectadas pelo ciclone tropical Gombe para posterior reconstrução das suas habitações.

A tempestade Gombe atinge Moçambique dois anos depois de os ciclones Idai e Kenneth terem fustigado, respectivamente, as regiões centro e norte do país naquela que foi uma das mais severas épocas chuvosas de que há memória.

Júlio Assane

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *