Empreendedoras expectantes com a iniciativa da incubadora BNBC

Empreendedoras expectantes com a iniciativa da incubadora BNBC

Foi lançado, terça feira, 25/04, na cidade de Nampula, um novo programa de empreendedorismo feminino, designado Essência.

Trata-se de um programa com foco virado para as mulheres, uma iniciativa da BNBC -incubadora e Aceleradora de Empresas, com objetivo de potenciar as mulheres, com ferramentas para os seus negócios crescerem.

Outra intenção do Programa Essência, é dar voz a mulher da zona urbana e Rural, bem como despertar nela, o espírito empreendedor, capacitá-la e dotá-la de conhecimentos práticos para o empreendedorismo.

A representante da BNBC, Coreti Nipuro, disse no acto do lançamento do Programa Essência, que numa primeira fase, o projecto terá suas atenções viradas para os distritos de Ribaué, Malema, Meconta, Mogovolas e cidade de Nampula.

Actualmente, segundo a fonte, estão impactadas no programa dez mulheres que lideram igual número de empresas, na Província de Nampula.

Espera-se que no futuro, o programa venha estender-se para as Províncias de Cabo Delgado e Niassa.

Algumas mulheres empreendedoras, que estão incubadas pela BNBC, estão ansiosas das vantagens que poderão obter, numa altura em que a conquista do mercado, para colocação dos seus produtos, continua a ser o principal desafio.

Uma dessas mulheres é Mariamo Jamal, que com a sua companheira, está a liderar uma empresa de processamento de vários produtos nacionais, com destaque para alimentares, denominada OWANI – Limitada.

“O nosso grande desafio neste momento, para a nossa empresa, tem a ver com o mercado para colocarmos os nossos produtos, de forma que sejam conhecidos e esperamos que o grupo BNBC esteja em condições de nos ajudar”. – disse Mariamo Jamal.

Laila Talaca Quichande, outra empreendedora da Super Feichon, encorajou as outras mulheres a não desistirem do negocio.

“Eu passei por muitas situações que que me levaram a falência. Mesmo assim, me ergui e continuei a lutar e hoje estou no nível onde me encontro”. –  referiu Laila, instando as mulheres para que sejam persistentes.

O Instituto da propriedade Industrial considera esta iniciativa das mulheres, “muito boa” e que há necessidade de apoiá-la.

José de Melo, representante do Instituto da Propriedade Industrial, recordou que o lançamento do programa Essência,  acontece numa altura em que se celebra a 26 de Abril, dia da propriedade intectual em todo mundo. E este ano aconteceu sob lema – “Mulher e propriedade intelectual – criando iniciativas inovadoras para o futuro”, dai ter deixado um apelo no sentido de as mulheres se guiarem com esse lema, protegendo os seus direitos.

Depois desse lançamento, seguir-se-á a fase de disseminação do programa nos distritos, para permitir que outras mulheres das zonas rurais possam ter acesso a esta plataforma.

Por Elísio João

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *